108 estudantes não realizaram o recadastramento do auxílio-transporte

Aqueles que perderem o prazo poderão realizar o cadastramento ou recadastramento. Porém, não receberão os valores retroativos e o primeiro pagamento acontecerá no próximo fechamento

108 estudantes não realizaram o recadastramento do auxílio-transporte

Na sexta-feira, dia 28 de fevereiro, foi encerrado o período de cadastrado e recadastro do auxílio-transporte referente ao primeiro semestre do ano letivo de 2020. Ao todo, 402 estudantes realizaram os trâmites exigidos pela administração da Prefeitura Municipal, estão ativos no sistema e receberão, já neste mês de março, o pagamento do benefício.

Já os estudantes participantes do programa de auxílio que não fizeram o recadastramento na data prevista, devem se dirigir ao Setor de Protocolo portando a documentação exigida para regularização da situação. Ao todo, 108 estudantes encontram-se em situação irregular.

Frisamos que aqueles que perderem o prazo poderão realizar o cadastramento ou recadastramento normalmente. Porém, não receberão os valores retroativos e o primeiro pagamento acontecerá no próximo fechamento, se houver.

A Prefeitura Municipal NÃO realiza o pagamento do auxílio-transporte aos estudantes que não efetuarem o recadastramento.

O município ainda aguarda 81 estudantes que necessitam comparecer no Paço Municipal com a documentação de comprovação de finalização de curso.

COMO SE CADASTRAR OU RECADASTRAR?

Os estudantes devem acessar o site da Prefeitura Municipal (www.pmsaposse.sp.gov.br) e, em seguida, selecionar o ícone “Auxílio-transporte”, localizado no Acesso Rápido.

Após finalizar o cadastro, é necessário comparecer no setor de Protocolo da Prefeitura Municipal, localizado na Praça Chafia Baracat Chaib, 351 – Vila Esperança, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30, portando a ficha preenchida on-line e os documentos necessários para a finalização do cadastro/recadastro.

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.