Conferência da Criança e do Adolescente fortalece a causa no município

Conferência da Criança e do Adolescente fortalece a causa no município

Aconteceu no dia 21 de novembro de 2018, no Centro Múltiplo do Idoso, a III Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O processo conferencial tem como objetivo a construção de propostas voltadas para a afirmação do princípio da proteção integral às crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo as estratégias/ações de enfrentamento das violências e considerando a diversidade.

A III conferência contou com a participação da sociedade, conselheiros, crianças, adolescentes do grupo do CRAS e do CREAS e alunos da EMEF Professora Isaura de Carvalho Coelho, além da vice-prefeita Drª Dianora Santos da Cunha.

Na conferência foram discutidos em grupos os seguintes eixos:

Eixo I: Garantia dos Direitos e Políticas Públicas Integradas e de Inclusão Social;

Eixo II: Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Crianças e Adolescentes;

Eixo III: Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes;

Eixo IV: Participação, Comunicação Social e Protagonismo de Crianças e Adolescentes;

Eixo V: Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas de Criança e Adolescentes.

Segundo a diretora de Desenvolvimento Social e Cidadania e presidente do CMDCA, Mayra Nini, as discussões municipais e estaduais são essenciais para o plano nacional que será precedido de etapas que obedecerão ao seguinte cronograma: I – Conferências Lúdicas Municipais: maio a novembro 2018; II – Conferências Estaduais e do Distrito Federal: janeiro a julho de 2019, III – Conferência Nacional: outubro de 2019.

Mayra afirma ainda que, apesar da Proteção Integral, Diversidade e Proteção serem previstas na Constituição Federal e também no Estatuto da Criança e do Adolescente, este ainda é um desafio a ser enfrentado.

“Após três décadas desde que a garantia dos direitos de crianças e adolescentes se tornou prioridade absoluta no Brasil, é um trabalho constante o combate a possíveis retrocessos e a busca para que essa população tenha cada vez mais políticas que assegurem acesso a seus direitos e a efetiva proteção integral, considerando a diversidade e as especificidades das crianças e adolescentes no país”, salientou a presidente.

Após as discussões em grupo foram apresentadas as propostas por eixo e escolhidos os delegados que participarão da Conferência Estadual, sendo 1 adolescente, 1 representante do poder público e 1 representante da sociedade civil.

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.