Notícias

Plano de saúde: entenda os porquês do reajuste

Aumento na mensalidade paga pelos servidores municipais será de R$50,76

Plano de saúde: entenda os porquês do reajuste

Neste mês de novembro, a Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Posse finalizou o processo licitatório para contratação da empresa responsável pelo plano de saúde oferecido como opção aos servidores públicos do município. Com o novo contrato, a mensalidade sofrerá um ajuste de 38,7%, o que resultará no aumento de R$50,76 no valor do plano.

Realizado na modalidade “menor preço global”, a prestadora de serviços de assistência médica “Saúde Beneficência Portuguesa”, atual fornecedora, foi a vencedora e continuará com o serviço pelo próximo ano.

O porquê do aumento?

Com o contrato para vencer, a fornecedora do plano de saúde dos servidores municipais notificou a administração sobre o aumento do índice de sinistralidade. Ou seja, a quantidade de uso e a realização de procedimentos superou a média estipulada e elevou os custos da operadora do serviço. Por conta disso, a “Saúde Beneficência Portuguesa” informou que não conseguiria manter o preço anterior.

A administração então consultou o Ministério Público e foi instruída a dar início a um novo contrato, através de processo licitatório, levando em consideração o valor médio gasto nos últimos anos.

Por fim, levando em consideração a média de uso do plano de saúde, e após negociação pelo menor preço possível, chegou-se ao valor de R$ 363,50 por usuário, com 50% custeados pela Prefeitura Municipal.

Benefícios

O plano de saúde oferecido aos servidores públicos se mantém com bom preço de mercado e cobre serviços de:

– Serviços de assistência médica clínica, cirúrgica e especializada;

– Assistência hospitalar, ambulatorial e maternidade;

– Exames de apoio diagnóstico;

– Serviços auxiliares de terapia e pronto atendimento 24 horas, por intermédio de profissionais credenciados ou cooperados (médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, etc.);

– Serviços de hospitais, nas internações normais ou de terapia intensiva, pronto socorros, obrigando-se pelos serviços direcionados à prevenção das doenças, bem como a recuperação, manutenção e reabilitação da saúde.

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.