Prefeitura inicia notificação de atualização de cadastro de imóveis

Prefeitura inicia notificação de atualização de cadastro de imóveis

A Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Posse iniciou o envio das notificações aos munícipes, cujos imóveis sofreram algum tipo de construção ou ampliação nos últimos anos, sem a devida aprovação do projeto e a emissão do alvará de construção no cadastro do município.

A atualização dos imóveis foi realizada com base em levantamento de áreas construídas existentes nos bairros, através de imagens aéreas.

No caso de imóveis construídos e cadastrados na prefeitura, que sofreram ampliação de área, os acréscimos irregulares manterão o padrão já adotado no cálculo do IPTU.

Já nos casos em que a área de construção do imóvel não aparece no carnê de IPTU e, portanto, não é realizada a devida cobrança, e foi constatada a presença de construção no local, o valor referente à construção será calculado com base no padrão mais frequente do bairro.

Esclarecemos que, este tipo de serviço é muito importante, pois possibilita o acompanhamento do crescimento urbano e a identificação da necessidade de ampliações de redes de energia, telefonia, água e esgoto na cidade. Além disso, com a atualização, o contribuinte passará – a partir do próximo ano – a recolher seu imposto, de acordo com a situação real do seu imóvel.

A atualização cadastral será realizada somente para os moradores que se encontram em situação irregular e receberem a carta de notificação.

Aqueles que, após o recebimento da notificação, não concordarem com o levantamento da área apontada, terão o prazo de até 30 dias para contestação, através de requerimento na secretaria da Prefeitura Municipal.

Nos casos sem contestação, basta aguardar o carnê do IPTU de 2019, que já será emitido com os novos valores, conforme a área de construção existente no imóvel.

– –

ESCLARECIMENTOS SOBRE A ATUALIZAÇÃO DE CADASTRO DAS CONSTRUÇÕES REALIZADA PELA PREFEITURA MUNICIPAL

Desde a última semana, a Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Posse tem notificado os munícipes, cujos imóveis sofreram algum tipo de construção ou ampliação nos últimos anos, sem a devida aprovação do projeto, a emissão do alvará de construção ou a expedição do “Habite-se”, junto ao cadastro do município.

Informamos que este procedimento é realizado de tempos em tempos pelas Prefeituras Municipais, com o objetivo de atualizar o número de construções existentes no município, o total de áreas construídas e o padrão das construções existentes.

Os últimos serviços de recadastramento realizados pela municipalidade ocorreram nos anos de 2001 e 2007. Passados mais de 10 anos do último recadastramento, a Prefeitura Municipal iniciou o processo de atualização.

As notificações são para informar aos munícipes que, a Prefeitura Municipal detectou a existência de área construída ou ampliada nos imóveis, sendo que estas metragens não estão computadas no cadastro. Desta forma, a Prefeitura informa também que, a partir do próximo ano (2019), realizará a atualização do valor do IPTU, conforme a metragem da construção levantada, independente da regularização do imóvel.

Se você recebeu a notificação, informamos que a atualização cadastral NÃO exige a aprovação IMEDIATA do projeto da construção existente ou a expedição IMEDIATA do “Habite-se”, o que NÃO DESOBRIGA o notificado a efetuar a regularização do imóvel, conforme previsto no Código de Obras do município, sendo exigência do cartório de registro de imóveis para averbação da construção junto à matrícula do terreno.

Informamos ainda que, os munícipes que não concordarem com a área apontada na notificação terão o prazo de 30 dias para solicitar a revisão na Secretaria da Prefeitura. Alguns munícipes já entraram com o recurso, solicitando a medição da área no local, o que será efetuado em tempo pela Diretoria Municipal de Obras e Engenharia.

 

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.