Reforma do Centro Comunitário é iniciada

Reforma do Centro Comunitário é iniciada

A Prefeitura, através da Diretoria de Obras e Engenharia, começou a reforma do Centro Comunitário Antonio Cândido Sobrinho “Tico”. A obra, que teve início na manhã de segunda-feira, dia 9 de abril, está sendo feita com recursos próprios e têm previsão de conclusão para o mês de julho. O valor total investido será de R$32.672,07.

A reforma contempla a troca do revestimento de paredes e piso de uma das salas disponíveis, nova pintura em todos os ambientes do prédio e o acerto do recalque no piso da área externa. As melhorias proporcionarão a retomada das atividades que eram realizadas no espaço. O local era utilizado para diversas ações entre municipalidade e comunidade e, após a reforma, a intenção é que novos meios de profissionalização estejam disponíveis para os possenses. É o que explica a diretora de Desenvolvimento Social e Cidadania, Mayra Leinatti Nini.

Os cursos que deveriam ser alocados no Centro Comunitário, foram transferidos para o CRAS, porém este não é um local adequado e preparado para receber a demanda existente. Com a reforma, será possível colocar em prática também o que foi planejado no Plano Diretor e nas metas da Assistência Social do município, que é ter uma equipe volante do CRAS, uma vez por semana, para fazer atendimento psicossocial no local, o que beneficiará os munícipes que têm dificuldades de ir até o centro da cidade” afirma a diretora.

Após a reforma, os cursos existentes retornarão ao Centro Comunitário e, além disso, o espaço irá oferecer um programa de profissionalização do Governo Estadual, o Escola da Beleza. Novas turmas e opções de cursos serão implementados conforme a procura e/ou o aumento de demanda.

Inaugurado no ano de 2011, o Centro Comunitário oferecia aulas de corte e costura, padaria, pintura, cursos do Pronatec, Emprega São Paulo, entre outros que foram descontinuados com a troca de gestão. Atualmente, as diversas ações desenvolvidas nos CRAS atraem por mês cerca de quinhentas pessoas, das mais variadas faixas etárias.

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.