Saúde

Roda de conversa marca Dia Nacional da Luta Antimanicomial

O Movimento da Reforma Psiquiátrica iniciou-se no final da década de 70, em pleno processo de redemocratização do país.

Roda de conversa marca Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Em parceria com a UniEduk, a Prefeitura de Santo Antônio de Posse e a Secretaria Municipal da Saúde, promoveram na quarta-feira, 17 de maio, uma roda de conversa conduzida pela professora. Me. Viviane Vianna de Andrade Fagundes, com o tema “Trancar não é tratar”, no CAPS Cuidar I. A atividade marcou o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, data histórica da luta por direitos das pessoas com sofrimento mental.

No centro desse movimento está o combate ao estigma e à exclusão de pessoas em sofrimento psíquico grave, em nome de pretensos tratamentos. O Movimento Antimanicomial faz lembrar que, como qualquer cidadão, pessoas com transtornos mentais, têm o direito fundamental à liberdade, o direito a viver em sociedade, além do direito a receber cuidado e tratamento, sem que para isto tenham que renunciar a seu lugar de cidadãos.

O Movimento da Reforma Psiquiátrica iniciou-se no final da década de 70, em pleno processo de redemocratização do país e, em 1.987, teve dois marcos importantes para a escolha do dia que simboliza essa luta, o Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental, em Bauru/SP e a I Conferência Nacional de Saúde Mental, em Brasília.

NOTÍCIAS

Festa do Peão anuncia nova realeza

Chegou o momento de descobrir os novos membros da realeza da Festa do Peão de Santo Antônio de Posse de 2024. A participante escolhida para ...