Saúde Notícias

Saúde disponibiliza levantamento de atendimentos

Saúde disponibiliza levantamento de atendimentos

Os números mostram a produção quadrimestral do Pronto Socorro e o Ambulatório

A Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Posse, através da Secretaria de Saúde, disponibiliza o levantamento quadrimestral de atendimentos realizados no Pronto Socorro e Ambulatório. Os números representam consultas e procedimentos ocorridos nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2019.

No Pronto Socorro Municipal “Pref. Dr. Durval Bergo” contabilizou-se 29.910 consultas, atendimentos e procedimentos médicos, alcançando a média de 7.500 por mês. Já na área de enfermagem foram realizados 58.588 procedimentos em quatro meses, entre eles acolhimento, coleta de exames, cateterismo de alívio e de demora, retirada de pontos, curativos, entre outros.

A Unidade Integrada – Ambulatório somou 13.755 consultas e procedimentos médicos de janeiro a abril de 2019. Entre as especialidades com mais procura estão o Ortopedia com 1.222 consultas e procedimentos realizados, seguida da Oftalmologia com 502 atendimentos. Os atendimentos sociais aconteceram, em média, 1.750 vezes ao mês.

Os procedimentos de enfermagem no Ambulatório aconteceram 12.769 no primeiro quadrimestre de 2019. Para chegar a este número, somou-se acolhimentos, exames de glicemia capilar, administração de medicação via oral, injeções, aferição de pressão arterial e temperatura, auxilia em suturas e pré-consultas.

MAIS NÚMEROS

A Secretaria de Saúde também liberou os números de atendimentos do Centro Odontológico e Centro de Reabilitação. Assim como os demais, o valor corresponde ao primeiro quadrimestre de 2019. Confira:

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.