Saúde oferece testes gratuitos de Hepatite de 23 a 31 de julho

Saúde oferece testes gratuitos de Hepatite de 23 a 31 de julho

Julho é o mês de conscientizar a população sobre a importância da prevenção contra as hepatites virais, enfermidades em que o fígado se encontra inflamado. A Secretaria de Saúde reservou os últimos dias do mês para realização de testes rápidos, distribuição de preservativos e orientações referentes à Campanha “Julho Amarelo”.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, três milhões de brasileiros estão infectados pela hepatite C, mas não sabem que têm o vírus. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que cerca de 3% da população mundial, seja portadora de hepatite C crônica. A recomendação é que todas as pessoas com mais de 40 anos de idade façam o teste para identificar a doença de maneira precoce.

O Ministério da Saúde alerta que é essencial evitar que a doença evolua para uma situação grave, pela falta de diagnóstico ou diagnóstico tardio quando a doença já está em estado avançado.

AÇÃO NO MUNICÍPIO

De 23 a 31 de julho, as Unidades de saúde da família (PSF) e CAPS I intensificarão os atendimentos e as informações sobre a importância do diagnóstico precoce dessas infecções. Os testes rápidos, são maneiras fáceis e gratuitas de detectar se a pessoa é portadora de hepatite. Se o resultado for positivo, o tratamento deve se iniciar o mais breve possível (todo tratamento é disponibilizado na rede pública de saúde).

Além dos testes rápidos para hepatite, também estão disponíveis teste para sífilis e HIV.

Saiba os horários e locais de atendimento:

– VIGILÂNCIA EM SAÚDE

– PSF OLINDA FORONI (VILA BIANCHI)

– PSF ATÍLIO BERGO (MONTE SANTO)

– PSF BENEDITO ALVES BARBOSA (POPULAR)

– PSF DR. JOSÉ PAULO MARUN (RESSACA)

– PSF RECREIO CAMPESTRE (RINCÃO)

– CAPS I

Horário de atendimento: DAS 7h às 17h

*É imprescindível a apresentação de documento como RG ou CNH e CNS (Cartão do SUS)*

 

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.