Saúde Notícias

Proposta do Plano Municipal de Saneamento Básico foi apresentada em audiência

Proposta do Plano Municipal de Saneamento Básico foi apresentada em audiência

Na manhã da quarta-feira, dia 17 de abril, a proposta para Plano Municipal de Saneamento Básico foi apresentada em audiência pública realizada no Paço Municipal. Na ocasião, o tema foi apresentado pelo Superintendente Técnico, Leonardo Granziera.

O principal objetivo do Plano Municipal é o atendimento das diretrizes previstas na Lei nº 11.445/2007, alterada pela Lei 13.312, de 12 de julho de 2016, e Medida Provisória 868, de 27 de dezembro de 2018, com relação aos seguintes assuntos: abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e drenagem e manejo de águas pluviais urbanas.

A prospecção do estudo realizado para elaboração do Plano tem alcance de 30 anos, considerando o espaço de tempo entre 2016 a 2045, e leva em consideração oito relatórios, os quais são:

– RELATÓRIO DO PLANO MUNICIPAL DOS SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTAMENTO; SANITÁRIO, DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS E MANEJO DE RESÍDUOS SÓLIDOS-RDSS;

– RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO DA SITUAÇÃO E DE SEUS IMPACTOS NAS CONDIÇÕES DE VIDA-RDS;

– RELATÓRIO DE CENÁRIOS PROSPECTIVOS E CONCEPÇÃO DE ALTERNATIVAS –RCPCA;

– RELATÓRIO DE COMPATIBILIZAÇÃO COM OS DEMAIS PLANOS SETORIAIS -RCPS;

– RELATÓRIO DE OBJETIVOS E METAS DE CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZO – ROM;

– RELATÓRIO DE AÇÕES DE EMERGÊNCIA E CONTINGÊNCIAS –RAEC;

– RELATÓRIO DE MECANISMOS E PROCEDIMENTOS PARA A AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DA EFICIÊNCIA-RASP;

– RELATÓRIO FINAL.

Ressaltamos que a elaboração de um Plano Municipal de Saneamento Básico se faz necessária, uma vez que, possibilita a implantação de uma política pública para o tema, respeitando os princípios de meio ambiente, saúde, desenvolvimento territorial, entre outros. Além disso, este é um documento obrigatório para os municípios e impacta diretamente no repasse de recursos da União.

Após a aprovação da proposta, que será votada na Câmara Municipal, e a formalização da Lei, o Plano passará por uma nova revisão dentro de quatro anos para que seja realizado ajustes referente a atual situação do saneamento básico do município.

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.