Campeão brasileiro de Kung Fu, jovem possense se destaca no MMA

Campeão brasileiro de Kung Fu, jovem possense se destaca no MMA

O possense, Deivison Vitorio, participou no último sábado, dia 5 de dezembro, da 4ª edição do Honor Fighting Championship (HFC), realizado na cidade de Sumaré, e voltou para casa como campeão. O jovem participa do “Shao Lin Kung Fu/CIEF Posse”, projeto oferecido pela Prefeitura Municipal.

Com diversos títulos conquistados em campeonatos de Kung Fu Wushu, entre eles o de bicampeão do Campeonato Brasileiro, o atleta tinha como objetivo ingressar em competições de MMA. Para realizar o sonho de se tornar um profissional do UFC, Deivison se prepara há anos e treina diariamente com o professor Paulo Ricardo de Oliveira. Além do Kung Fu, Deivison também pratica Jiu-Jitsu.

HONOR FIGHTING CHAMPIONSHIP (HFC)

Em sua primeira participação no cenário de MMA, Deivison se tornou campeão do Honor Fighting Championship, após lutar contra o adversário Matheus, atleta da academia Multi Fight, da cidade de Americana.

Para Deivison, a vitória mostra que a dedicação e o esforço valeram a pena. “Nós nos preparamos e esperávamos por este resultado, fui e fiz meu dever de casa”, afirma.

Esta é a 4ª edição do campeonato HFC que envolve lutas de modalidades como MMA, Boxe, K1, Subcage e Jiu-Jitsu.

PROJETO SHAO LIN KUNG FU/CIEF POSSE

O Projeto Shao Lin Kung Fu/CIEF Posse oferece aulas gratuitas para crianças de 8 a 18 anos, ministradas pelo professor Paulo Ricardo de Oliveira. Os encontros acontecem aos sábados, das 14h00 às 17h e aos domingos das 9h30 às 12h, no CIEF – Elisabete Lala Villalva.

Atualmente, por conta da pandemia do Covid-19, e seguindo instruções dos órgãos de saúde, as aulas encontram-se suspensas.

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.