Cobertura vacinal contra Influenza atinge meta, mas vacinação continua no município

Cobertura vacinal contra Influenza atinge meta, mas vacinação continua no município

A Campanha de Vacinação contra Influenza realizada pela Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Posse, através da Secretaria de Saúde, já vacinou 95% dos grupos prioritários no município, ou seja, 4.021 possenses. Iniciada em 23 de abril, a Campanha visa ampliar a cobertura de imunização contra a gripe.

A ação envolveu todos os postos de Programa Saúde da Família, os PSFs, a Vigilância Sanitária e Epidemiológica e, durante o Dia “D”, realizado em 12 de junho, quatro postos volantes que iam até a residência de acamados e domiciliados para aplicação da dose da vacina.

Dentre os grupos prioritários, as crianças de 6 meses a 5 anos e as gestantes são os menos vacinados. Por conta disso, ações para ampliação de cobertura foram realizadas em parceria com as EMEIs e creches e também com os PSFs, que ofereciam a vacina a todas as gestantes em consultas de pré-natal e pediátricas.

A fim de ampliar a vacinação, desde segunda-feira, dia 25 de junho, dois novos grupos foram adicionados aos prioritários: crianças de 5 a 9 anos11meses e 29 dias e adultos de 50 a 59 anos.

As pessoas que se encaixam nos grupos prioritários, e que ainda não receberam a dose da vacina, podem procurar qualquer unidade de PSF de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h ou ainda, a Vigilância Sanitária de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h, para se vacinarem.

Confira abaixo a tabela de cobertura de vacinação contra Influenza em Santo Antônio de Posse.

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.