Prédios da saúde sofrem furtos no final de semana

PSF Nolberto de Olivério e Secretaria de Saúde tiverem objetos furtados após invasão

Prédios da saúde sofrem furtos no final de semana

O final de semana foi de prejuízo para a Secretaria de Saúde de Santo Antônio de Posse. Na noite do último sábado, dia 29 de fevereiro, a equipe da Polícia Municipal foi acionada para averiguação de uma ocorrência de furto no PSF Nolberto de Olivério, localizado no bairro Jardim Maria Helena.

Após averiguação das informações e patrulhamento, os envolvidos foram localizados e encaminhados para Delegacia. Um aparelho de TV 42 polegadas foi recuperado.

SECRETARIA DE SAÚDE

Na manhã de segunda-feira, dia 2 de março, os funcionários da Secretaria de Saúde, ao chegar para trabalhar, perceberam a ausência de aparelhos de TV (que seriam instalados em prédios do departamento), notebooks e um televisor de uso da Secretaria, micro-ondas e um caixa de ferramentas.

As suspeitas são de que os responsáveis pelo furto tenham adentrado o prédio pelos fundos, local onde um cadeado foi encontrado estourado. Não há sinal de arrombamento na porta de entrada da Secretaria.

PREJUÍZO

O recurso investido na compra dos equipamentos furtados fará falta para o município, além de privar os munícipes de usufruírem de objetos comprados com a finalidade de melhorar o serviço oferecido. Fora o prejuízo material, arquivos foram perdidos com o furto dos notebooks.

Um Boletim de Ocorrência foi lavrado e, embora saibamos das dificuldades em localizar os objetos furtados, pedimos a colaboração caso haja alguma informação sobre o furto ou a comercialização dos equipamentos levados pelos suspeitos. Neste caso, entre em contato com a Delegacia de Polícia (3896-1035), Polícia Municipal (3896-1266) ou Ouvidoria da Prefeitura Municipal (3896-9003).

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.