Profissionais do município participam de capacitação sobre violência doméstica e sexual contra crianças e adolescentes

Profissionais do município participam de capacitação sobre violência doméstica e sexual contra crianças e adolescentes

A Diretoria de Desenvolvimento Social e Cidadania realizou na quinta e sexta-feira passada, dias 9 e 10 de agosto, a capacitação de funcionários da Saúde Mental, Atenção Básica de Saúde, Secretaria de Saúde e de supervisoras de ensino, diretoras de escolas e creches, técnicos do CRAS e do CREAS e conselheiros tutelares, através da oficina “Enfrentamento a violência doméstica e sexual: uma ação em rede”, oferecida pela Associação dos Pesquisadores de Núcleos de Estudos e Pesquisas sobre a Criança e o Adolescente – NECA.

A capacitação propôs a discussão e a problematização da violência doméstica e sexual contra crianças e adolescentes e a forma como os profissionais de atenção à infância e adolescência devem agir diante do ocorrido. O palestrante José Carlos Bimbatte Júnior, realizou oficinas com o desenvolvimento de aulas expositivas e de debates com reflexões de situações cotidianas vivenciadas pelos participantes e a utilização de filmes, dinâmicas e textos.

A diretora de Desenvolvimento Social e Cidadania, Mayra Nini, explica que a oportunidade de discutir o assunto com os profissionais do município é de extrema importância. “Em Santo Antônio de Posse, as denúncias de violência sexual e doméstica vem aumentando e vimos a necessidade de capacitar os funcionários da rede de atendimento do município para que possam atender, acompanhar e orientar as famílias de forma mais humana, adequada e eficaz possível”, afirmou a diretora.

A ação dá continuidade ao evento realizado no último 18 de maio no município, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Após a capacitação, os participantes transmitirão o que foi aprendido aos demais funcionários da educação, saúde e assistência social para que todos que trabalham diretamente e cotidianamente com crianças e adolescentes saibam identificar, reconhecer e saber como agir diante do acontecido e como prevenir este tipo de violência.

Deixe um comentário

Acessibilidade

Novo modelo de identidade digital padrão do site pmsaposse.sp.gov.br atende às principais recomendações de acessibilidade indicadas para web.

Garantir a acessibilidade na Web é permitir que qualquer indivíduo, utilizando qualquer tecnologia de navegação, visite qualquer ambiente web e obtenha completo entendimento das informações contidas nele, além de ter total habilidade de interação.

Nesse ambiente, buscou-se contemplar as recomendações do WCAG (World Content Accessibility Guide) do W3C e no caso do Governo Brasileiro ao e-MAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico). O e-MAG está alinhado as recomendações internacionais, mas estabelece padrões de comportamento acessível para sites governamentais.

Na parte superior do site existe uma barra de menus onde se encontra atalhos de navegação padronizados, nos subitens de Acessibilidade há opções para alterar o contraste das cores e o tamanho dos objetos, essas ferramentas estão disponíveis em todas as páginas do site.