Notícias

Profissionais do município participam de capacitação sobre violência doméstica e sexual contra crianças e adolescentes

Profissionais do município participam de capacitação sobre violência doméstica e sexual contra crianças e adolescentes

A Diretoria de Desenvolvimento Social e Cidadania realizou na quinta e sexta-feira passada, dias 9 e 10 de agosto, a capacitação de funcionários da Saúde Mental, Atenção Básica de Saúde, Secretaria de Saúde e de supervisoras de ensino, diretoras de escolas e creches, técnicos do CRAS e do CREAS e conselheiros tutelares, através da oficina “Enfrentamento a violência doméstica e sexual: uma ação em rede”, oferecida pela Associação dos Pesquisadores de Núcleos de Estudos e Pesquisas sobre a Criança e o Adolescente – NECA.

A capacitação propôs a discussão e a problematização da violência doméstica e sexual contra crianças e adolescentes e a forma como os profissionais de atenção à infância e adolescência devem agir diante do ocorrido. O palestrante José Carlos Bimbatte Júnior, realizou oficinas com o desenvolvimento de aulas expositivas e de debates com reflexões de situações cotidianas vivenciadas pelos participantes e a utilização de filmes, dinâmicas e textos.

A diretora de Desenvolvimento Social e Cidadania, Mayra Nini, explica que a oportunidade de discutir o assunto com os profissionais do município é de extrema importância. “Em Santo Antônio de Posse, as denúncias de violência sexual e doméstica vem aumentando e vimos a necessidade de capacitar os funcionários da rede de atendimento do município para que possam atender, acompanhar e orientar as famílias de forma mais humana, adequada e eficaz possível”, afirmou a diretora.

A ação dá continuidade ao evento realizado no último 18 de maio no município, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Após a capacitação, os participantes transmitirão o que foi aprendido aos demais funcionários da educação, saúde e assistência social para que todos que trabalham diretamente e cotidianamente com crianças e adolescentes saibam identificar, reconhecer e saber como agir diante do acontecido e como prevenir este tipo de violência.

Deixe um comentário