Saúde Utilidade Pública

Saúde inicia agendamento para vacinação antirrábica

O agendamento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, através do telefone: (19) 3896-4273.

Saúde inicia agendamento para vacinação antirrábica

A Secretaria Municipal da Saúde inicia nesta segunda-feira, 30, o agendamento para a vacinação antirrábica, destinada para cães e gatos a partir de três meses de idade. Para receber a vacina o animal precisa estar em boas condições de saúde. Não existe contra indicação para fêmeas prenhas.

O agendamento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, através do telefone: (19) 3896-4273. A vacinação será realizada no Centro de Atendimento Animal – Rua Luiz Adriano Milanês, nº 11 – São Judas.

Vale ressaltar que a vacinação será realizada apenas com agendamento prévio.

O que é raiva?

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda grave, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e caracteriza-se como uma encefalite progressiva e aguda com letalidade de aproximadamente 100%. É causada pelo Vírus do gênero Lyssavirus, da família Rabhdoviridae.

A raiva é de extrema importância para saúde pública, devido a sua letalidade de aproximadamente 100%, por ser uma doença passível de eliminação no seu ciclo urbano (transmitido por cão e gato) e pela existência de medidas eficientes de prevenção, como a vacinação humana e animal, a disponibilização de soro antirrábico humano, a realização de bloqueios de foco, entre outras.

Quais são os sintomas da raiva?

Após o período de incubação, surgem os sinais e sintomas clínicos inespecíficos (pródromos) da raiva, que duram em média de 2 a 10 dias. Nesse período, o paciente apresenta:

– mal-estar geral;
– pequeno aumento de temperatura;
– anorexia;
– cefaleia;
– náuseas;
– dor de garganta;
– entorpecimento;
– irritabilidade;
– inquietude;
– sensação de angústia.

Podem ocorrer linfoadenopatia, hiperestesia e parestesia no trajeto de nervos periféricos, próximos ao local da mordedura, e alterações de comportamento.

Como a raiva é transmitida?

A raiva é transmitida ao homem pela saliva de animais infectados, principalmente por meio da mordedura, podendo ser transmitida também pela arranhadura e/ou lambedura desses animais.

período de incubação é variável entre as espécies, desde dias até anos, com uma média de 45 dias no ser humano, podendo ser mais curto em crianças. O período de incubação está relacionado à localização, extensão e profundidade da mordedura, arranhadura, lambedura ou tipo de contato com a saliva do animal infectado; da proximidade da porta de entrada com o cérebro e troncos nervosos; concentração de partículas virais inoculadas e cepa viral.

Nos cães e gatos, a eliminação de vírus pela saliva ocorre de 2 a 5 dias antes do aparecimento dos sinais clínicos e persiste durante toda a evolução da doença (período de transmissibilidade). A morte do animal acontece, em média, entre 5 e 7 dias após a apresentação dos sintomas.

Não se sabe ao certo qual o período de transmissibilidade do vírus em animais silvestres. Entretanto, sabe-se que os quirópteros (morcegos) podem albergar o vírus por longo período, sem sintomatologia aparente.

IMPORTANTE: A vacinação anual de cães e gatos é eficaz na prevenção da raiva nesses animais, o que consequentemente previne também a raiva humana. Deve-se sempre evitar de se aproximar de cães e gatos sem donos, não mexer ou tocá-los quando estiverem se alimentando, com crias ou mesmo dormindo. Nunca tocar em morcegos ou outros animais silvestres diretamente, principalmente quando estiverem caídos no chão ou encontrados em situações não habituais.

Matéria: Anderson Oliveira
MTB: 0092086/SP

Deixe um comentário